5 tendências no mercado de aplicativos

Quantas pessoas você conhece que possuem um celular? Como os apps fazem cada vez mais parte do nosso dia, saber quais são as tendências dos aplicativos é algo quase obrigatório. Inovações nem sempre acontecem com rapidez, mas se tratando de tecnologia o ritmo é bem diferente. Fique tranquilo, respiro apps e tecnologias móveis 24 horas por dia e vou mostrar neste post 5 tendências que enxergo para os próximos anos e como você poderá aproveitar esta nova onda de inovação.

 

Nos últimos anos com a chegada dos apps, com o lançamento do iPhone e da App Store, loja de apps da Apple, tivemos grandes mudanças de comportamento em todo o mundo. Hoje temos mais de 2,5 bilhões de pessoas consumindo internet através de seus celulares e o que observamos de grande nos últimos anos foi:

 

– uma massificação de utilização de serviços de mensagens e redes sociais, como Facebook, Instagram, Whatsapp;
– o crescimento exponencial de compras de produtos e serviços em grandes market places como Mercado Livre, Ali Express, Enjoei, OLX e tantos outros;
– enorme utilização de serviços chamados LBS (sigla para serviços baseados em localização) e O2O (online to offline) como iFood, Uber, 99taxi, etc:
– possibilidade de compartilhamento de bens e serviços e colaborativismo.

 

E tudo isto em menos de 8 anos. E nos próximos anos? O que observaremos? Abaixo a lista com as 6 novas tendências do mercado mobile e como os apps trarão mais uma vez disruptura em muitos setores e no comportamento.

 

1) Queda no custo de desenvolvimento

low

 

O setor de tecnologia sofre de um grande mau. A falta de programadores, desenvolvedores e profissionais de tecnologia. Segundo o BLS, instituto americano que faz a pesquisa de empregos nos EUA, assim como o IBGE no Brasil, aponta que em 2018 apenas 60% das vagas abertas para desenvolvimento de software estarão preenchidas.

 

A falta de mão-de-obra de profissionais pressiona os preços de contratação para cima. E porque o custo vai cair, já que temos este problema crônico?

 

Um simples fato. Novas tecnologias que facilitam o trabalho do desenvolvedor e programador, como Trello, Slack, Jira e GitHub e a Fábrica de Aplicativos surgiram nos últimos 3 anos e seu efeito está sendo percebido agora e aumentará nos anos seguintes.

 

Estas ferramentas fazem com que tarefas que duravam horas para serem executadas demorem minutos. Assim, aplicativos que custavam em média 100 mil reais, hoje podem ser executados por 10 vezes menos.

 

2) Cada negócio terá seu próprio aplicativo

app

 

Imagine quanto que a Domino´s ou Pizza Hut pagam ao iFood por ano para seus clientes pedirem através de um mediador? Estes serviços cobram de seus uma taxa sobre cada entrega. Não é à toa que Magazine Luiza, Wallmart e Pão de Açucar já têm seus próprios aplicativos.

 

Para aumentar suas vendas, melhorar o engajamento e lealdade de seus clientes as grandes grupos e empresas investiram e apostaram nesta tendência. 

 

Enquanto a websites servem grande parte para atrair clientes novos, os apps são extremamente úteis e convencionais para clientes fiéis. Como no mundo a média de apps instalados por smartphone é de 25 apps por aparelho, ter a sua marca na tela inicial do seu cliente é imensamente vantajoso e mostra o quão importante você é  para ele.

 

Nos próximos anos vamos assistir um crescimento exponencial de apps de todos os setores, pois as empresas vão desejar um relacionamento mais estreito com seus consumidores, para aumentar suas vendas, engaja-los com sua marca e retê-los.

 

Compras, agendamentos, programas de fidelidade, informações a dois cliques, atendimento diferenciado e muito mais. Posso dar pelo menos mais 50 motivos para o seu negócio deve ter um aplicativo. Inclusive escrevi um post na semana passada sobre isto!

 

3) Aplicativos de realidade aumentada e IOT 

high

 

Pokemón GO teve 1 bilhão de dólares de faturamento desde seu lançamento. Este jogo foi um marco para o início de uma onda de inovação em realidade aumentada. Aplicativos, principalmente de jogos, deverão trazer esta experiência cada vez mais para os jogadores.

 

Enquanto nos últimos anos tivemos uma onda de socialização de gamers através das plataformas Steam, Playstation e XBOX, com os apps é possível que os jogos atravessem os muros de casa e tragam os jogadores para fora para interagirem. Mas serão só jogos? Não.

 

Algumas empresas já estão desenvolvendo apps para trazer uma experiência diferenciada em museus e também lojas, oferecendo informações para seus visitantes e clientes através da interação do app com a realidade. Ainda bem, eu acho horrível os fones com guia sonoro em museu! Além disso os apps poderão coletar diversos dados que poderão trazer insights e melhorar a eficiência do negócio.

 

Aliado aos apps, teremos hardwares que estarão conectados e poderão oferecer uma experiência única! Poderemos controlar a nossa casa, o nosso carro e muito mais através destes dispositivos através dos aplicativos. O Zuka, como chamo intimamente o Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, construiu uma casa totalmente baseada nessas tecnologias.

 

A Amazon lançou recentemente o Dash Button, um botão que com um clique ele executa uma ordem de compras, imagine pedir um pão quentinho toda manhã com apenas um clique! Este é o que nos espera o futuro.

 

4) Apps progressivos e instantâneos

apps

 

Você já precisou apagar um app para instalar outro? Ou quis tirar uma foto e a memória não deixou? Seu problema será resolvido nos próximos anos. Apps ou Webapps progressivos utilizam tecnologias padronizadas da web que trarão uma experiência bem parecida que os apps nativos e híbridos trazem aos usuários.

 

O usuário vai ter uma experiência próxima a que tem nos aplicativos instalados das lojas, mas não ocupará memória. Além disso ele também melhora a performance sem exigir uma ótima conexão e isto é extremamente importante. Disse no início do texto que são 2,5 bilhões de usuários atualmente de smartphone. Mas já pensou nos que virão? Serão em grande parte de países subdesenvolvidos e emergentes e que terão acesso a 2G e 3G, não 4G e 5G como no Vale do Silício.

 

As empresas que estão apostando nisto são o Google e, claro, a Fábrica de Aplicativos.

 

5) Apps com Bots e inteligência artificial

chat

 

Esta semana me convenceram a perguntar para a Siri, assistente do iPhone, se ela gostava de carnaval. Se você tem um iPhone o faça. Você ficará tão surpreso quanto eu!

 

Pois bem, cada vez mais teremos a interação de humanos com as máquinas. E elas estão cada vez mais inteligentes e as empresas estão investindo cada vez mais nisto. Empresas como Google, Facebook, Intel e muitas outras abriram recentemente escritórios totalmente dedicados a inteligência artificial.

 

Metade do atendimento das empresas até 2020,  segundo a Business2community. O próprio Facebook permite que você crie seu chatbot e use ele na sua empresa para atender seus clientes.

 

E se você está se perguntando se eu não me preocupo com os empregos que serão perdidos, não acredito nisto. Os humanos apenas serão realocados e terão outros desafios, até porque os robôs não podem nos substituir em tudo.

 

Espero que tenha ficado claro para você, meu caro apper e leitor, que hoje não existem mais desculpas para que você não empreenda com aplicativos ou até mesmo faça uma estratégia mobile para seu negócio e empresa. Não deixe de aproveitar a grande novidade do mês de fevereiro da Fábrica de Aplicativos e tenha o seu app com carrinho de compras. Venda seus produtos e serviços diretamente dos apps. Caso tenha interesse, me mande um email –> hugo@fabricadeaplicativos.com.br

 

Vocês hoje têm a faca e o queijo na mão para surfar esta onda. Não deixe de acompanhar nosso blog e de deixar seus comentários, o feedback dos leitores é a gasolina de quem o escreve!

 

Um grande abraço.
Hugo Yang

3 Comments
  • Waldisson Menezes
    Responder
    Posted at 5:44 PM, 09/02/2017

    Excelente post Hugo. Cada vez mais estamos tendo um contato maior com as empresas através de aplicativos. No futuro cada profissional já terá também um implantado ao seu negócio, por isso a grande importância dos desenvolvedores e plataformas como a fábrica. Sou revendedor e meus clientes ficam abismados quando veem um aplicativo com a sua marca e mostrando o seu negócio.

  • Posted at 12:44 PM, 03/10/2017

    Hugo perfeito, bem explicativo a sua visão sobre as novas tendências ou mesmo sobre os novos padrões de mercado, atuo com jornalismo e marketing digital – e a cada dia tento entender mais a velocidade desses Apps – e como esses farão parte de nossas vidas.

    Abraço
    Arthur Dafs

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website