Como a Verônica Souza fez R$2.300,00 com o app da balada Gambiarra

Como a Verônica Souza fez R$2.300,00 com o app da balada Gambiarra

Veronica Souza

Nossa apper Verônica Souza

Quem nunca sonhou em entrar numa balada de graça que atire a primeira lata de energético.

PERGUNTAS: Quanto dinheiro você já gastou nas festas e baladas que frequenta? E quanto dinheiro já GANHOU se divertindo? Quer descobrir como entrar na balada de graça e ainda fazer uma boa grana com isso? Acompanhe a entrevista com a apper ( minha ex-aluna e amiga :D) Verônica Souza – ela sabe como fazer.

1. Você é a criadora do app da Gambiarra – a festa. Porque resolveu criar esse app e como foi o processo de criação?<

Verônica Souza: Primeiro pensei em alguma coisa ou lugar que eu gostasse. Pensei em festa.
Em seguida pensei em tudo que eu gostaria de saber da festa e o que eu procurava quando entrava no site dela: contatos, programação, valores, fotos etc. Depois me perguntei se gostaria de ter isso no celular: CLARO QUE SIM. Aí criei o app. Entrei em contato com o estabelecimento, apresentei e estamos aí fazendo essa parceria há mais de 1 ano.

2. Como você fez pra vender o app?

Verônica Souza: Quando entrei em contato falei sobre meu trabalho e o que tinha feito, mas não enviei nada para eles. Perguntei se havia interesse. Quando me chamaram para uma reunião, deixei o aplicativo no mais perfeito estado e apresentei. Não tem como não se apaixonar por um aplicativo bem feito, com imagens boas, informações relevantes e pra fechar, com um bom preço.

3. Qual foi sua maior dificuldade nessa venda?

Verônica Souza: Convencê-los de que o aplicativo faria diferença para seu negócio. Todos gostam, usam, mas porque vou ter? Então conversamos sobre o crescimento do mercado mobile e que se no ano passado eles não tivessem aceitado este app, este ano estaria correndo atrás pois ficar de fora não dá. O Ale, Apper que posta no blog, estava comigo (eeee filhão!) e aprendemos cada vez mais sobre este mercado e a necessidade de estar por dentro.

4. Hoje o app está na App Store e Google Play. Foi assim desde o início?

Verônica Souza: Pois é, hoje está. A própria festa queria, mas a princípio era muito caro. Depois com o Universo.mobi que hoje é a Fábrica de Aplicativos o sonho foi ficando mais próximo e há meses eles estão nas lojas, o número de acessos aumentou e eles bombam todo mês de acessos e downloads.

5. Quanto você cobrou pelo app? Quanto cobra mensalmente?

Verônica Souza: Pra mim era um sonho ter a Gambiarra como cliente, não quis cobrar nada. Apenas queria eles comigo. Então negociamos e fechamos um valor mensal que se refere à manutenção e atualização semanal do app, ganhei VIP para entrada das festas e camarote. Mensalmente cobro em torno de R$ 200,00.

6. Como é o processo de atualização do app?

Verônica Souza: Pensamos juntos sobre o que era necessário ter na mão de todos os clientes deles. Eu dei minha opinião como cliente e eles como produtores. Enviei um contratinho para que ficasse tudo bem organizado. Toda semana recebo o material e publico no aplicativo. Quando está tudo ok, informo eles e pronto! A cada mês envio relatório pros donos da festa com número de download e acessos.É um trabalho muito gostoso de se fazer, ainda mais por ser um cliente que eu admiro muito.

7. Como você faz para receber do seu cliente?

Verônica Souza: Combinamos que eu os “cobraria” todo mês. Então junto com o relatório de acessos e downloads, falo do valor e conta para depósito. Nunca tivemos problema. O e-mail facilita todo essa comunicação.

8. Novos trabalhos surgiram depois que você vendeu esse app pra Gambiarra?

Verônica Souza: Surgiram sim. Quando digo que fui eu que fiz, as pessoas ficam surpresas. Depois fiz app de outras festas, clínicas de saúde, empresas e academias. Tendo um bom portfólio e a visão do “para que serve o app?”, não fica difícil vender mais e mais!

9. O que as pessoas acham do seu aplicativo?

Verônica Souza: Todo mundo elogia muito, tem a opção de Mural dentro do app, pessoal super usa e comenta. E já me procuraram por causa desse app 🙂

11. Quais as dicas ou conselhos você daria para quem deseja fazer dinheiro com aplicativos mobile?

Verônica Souza: Invistam, se dediquem porque é um mercado promissor. Tem MUITA gente que precisa de app e nem sabe. Vai ajudar a vida dos comerciantes, empresários e a sua.

__________________________________________________________________________

Se você também quer criar um app pra sua balada favorita e ganhar uma grana com isso, faça com a Verônica – Acesse www.fabricadeaplicativos.com.br e se cadastre!

E pra quem ficou curioso pra conhecer o app da Verônica Souza basta procurar por “Gambiarra” nas lojas de apps ou dar uma olhada  em  http://app.vc/gambiarraafesta

Sucesso pra Vêca e sucesso para você que está animado com a criação de apps!

rande abraço e até a próxima!

Alexandre Lima
Empreendedor Mobile

10 Comments
  • Vêca Souza
    Posted at 11:39 AM, 08/11/2013

    Estou emocionada! hahahahahha
    Ficou muito legal seu post filhão! adorei!
    espero que pessoal invista e venda cada vez mais…com a Fábrica caminhando junto o/o/
    beijaaao

    • Waldemir Vianna Albuquerque
      Posted at 5:46 AM, 19/05/2014

      Por favor, seu contato Verônica.

      • marialuisa
        Posted at 10:43 AM, 19/05/2014

        Olá Waldemir, bom dia!

        Infelizmente não podemos passar o contato de outros usuários.

  • Evandalo Paiva
    Posted at 3:45 AM, 28/11/2013

    Ola Alexandre, tudo bem?
    Gostaria de saber se tem a possibilidade de colocar o app na google play e app store por conta propria, visto que ja tenho cadastro em ambas.
    Obrigado

  • Dexter
    Posted at 4:52 PM, 05/04/2014

    Parabens Veronica, que vc ganhe muito clientes
    Sucesso
    bjs

  • Almir Silva
    Posted at 5:27 PM, 22/05/2014

    Onde ta esse aplicativo? não achei nada sobre gambiarra.

    • marialuisa
      Posted at 11:12 AM, 23/05/2014

      Olá Almir, tudo bom?

      Então, o App da Gambiarra está desativado no momento.

  • Marcos Reis
    Posted at 9:26 AM, 08/09/2014

    Muito legal a historia, mas me parece que não e verdade, pois a verônica a maior interessada em fazer disto um negocio não existe um contato dela em lugar nenhum se torna questionável a credibilidade desta matéria.

    • Posted at 5:24 PM, 08/09/2014

      Olá Marcos.

      Jamais escreveríamos algo que não fosse verdade em nosso blog. Não precisamos inventar histórias.

      O contato da Verônica estava disponível até o dia que ela nos pediu para retira-lo já que ela estava recebendo inúmeros emails e ela parou de desenvolver apps para terceiros e está focada em sua carreira numa agência de propaganda e marketing, onde ela continua criando apps para seus clientes.

      Acho que você poderia ler a INFO desta semana, onde eles citam um de nossos clientes e parceiros, que faz R$15.000,00. Então peço que você deixe de fazer comentários infudados como este.

      Obrigado. Hugo

      • Rodrigo Caldeira
        Posted at 5:51 PM, 22/02/2015

        Ótima a matéria e o resultado. Fico triste de ver como tem pessoas que jogam pedras sem antes ver a potencialidade da causa, pois somos formadores de opiniões e isso nos dá uma vantagem de perceber o que é real (original e idôneo) do que é surreal (fantasioso e armadilha) na internet. Oras, a Fábrica de Aplicativos (uma empresa brasileira, com dados e informações de sua existência e apoio de grandes empresas como a editora Abril) não seria imprudente de divulgar uma matéria calcada num boato. Eu só fiquei sabendo da Fábrica de Aplicativos porque sempre senti extrema necessidade de construir minhas ideias, mas não sou programador. Daí digitei no Google Store: “como fazer app” e graças a Deus surgiu na minha frente o app da Fábrica de Aplicativos. Eram duas horas da manhã de ontem e perdi o sono na ansiedade de saber como era isso. Hoje vim para o trabalho (domingo), pois estou sem internet em casa e aqui estou me deliciando com o blog sobre a apper Verônica Souza.
        Eu estou com ideias mil na minha cabeça e com toda certeza do planeta eu vou redirecionar minha vida para esse mercado, mesmo não sabendo ao certo por onde começar.